Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Porquê comer algas, um tesouro do mar?

publicado por emagrecercomsaude, em 04.04.14

As algas, um vegetal marinho, utilizadas há milénios pelos povos orientais são um alimento extremamente nutritivo, medicinal e até com utilidade cosmética.

São muito saudáveis  ajudando mesmo no tratamento de algumas doenças tais como: hipotiroidismo, reumatismo, hipertensão, obstipação, bronquite, asma, ulceras, tumores, efisema, entre outros. As algas ajudam a purificar o sangue , inibem a formação de tumores (acção anticancerígena), agem como antibiótico protegendo contra doenças infecciosas (acção anti-inflamatoria), reduzem o colesterol, têm um efeito tranquilizante actuando no sistema nervoso, e eliminam o efeito nocivo de algumas substancias toxicas que por vezes são ingeridas numa alimentação pouco saudável (anto-oxidante). Se usadas frequentemente exercem inúmeros benefícios no nosso organismo e órgãos vitais, conferindo-lhes saúde.

 

No que toca à beleza das mulheres as algas ajudam a combater a celulite, varizes, flacidez e rugas. Podem ser usadas em forma de cosméticos, como cremes, ou mesmo sob a forma de suplementação, mas é sempre recomendado ingeri-las na alimentação diária.

Ainda no que diz respeito às mulheres, as algas regulam uma menstruação irregular, fortalecem o cabelo e unhas e fazem a pele bonita.

As algas são ricas em minerais tais como: cálcio (tem mais cálcio do que os produtos lácteos), fosforo, iodo, magnésio, sódio, potássio, zinco, ferro, selénio, manganês, entre outros.  São também ricas em fibras, proteínas e vitaminas das quais a vitamina A, K e do complexo B como tal são um alimento muito rico que deve mesmo fazer parte da nossa alimentação.

As algas são óptimas aliadas num regime de emagrecimento, pois são diuréticas, depurativas, e dissolvem as gorduras, regulando ainda o metabolismo. São indicadas especialmente para quem tem aumento de peso devido a hipotiroidismo.

 

Vários tipos de algas que pode encontrar no mercado:

 

Ágar-ágar – de cor pérola, é vendida em pó ou flocos e serve para o preparo de doces como gelatinas, mas também salgados. Sacia e desintoxica o organismo, ajuda a perder peso, boa para a obstipação. Deve ser demolhada uns minutos e cozinhar até que a alga se dissolva, depois deve deixar solidificar até se obter uma excelente gelatina.

 

        

 

Aramé – alga escura e fina, de sabor suave, boa para juntar aos vegetais e saladas. Benéfica em especial para os órgãos reprodutores femininos mas também para os masculinos. Ajuda na digestão. Rica em cálcio, ferro, iodo e outros minerais.

 

 

 

 

Dulse- alga vermelha (púrpura), macia, com sabor característico, usada em sopas e condimentos. Rica em minerais como o ferro, potássio, magnésio, iodo e fósforo e em vitaminas A,B,C e proteínas de elevado valor nutritivo. Benéfica em casos de anemia e debilidade física. Fortalece a visão, e é aconselhada para tratamento de problemas gástricos e intestinais. Regenera as mucosas e actua como anti-séptico e antiparasitário.

 

 

 

 Kombu- de cor escura é mais larga e mais espessa que as outras algas. Poderá ser a alga mais consumida em todo o mundo. É usada para cozinhar juntamente com os feijões e leguminosas em geral, pois torna-os mais macios e digeríveis. Também pode ser cozinhada com vegetais, realçando o seu sabor e ajudando na digestão das fibras. É também excelente para fazer caldos de legumes e sopas, entre outros. Deve demolhar-se e demora cerca de 30 minutos a cozinhar, sendo a alga mais rija. Muito rica em proteínas, cálcio, vitaminas A,C,E,B1,B2,B3,B12 e K.Evita a formação de gases intestinais, fortalece e limpa os intestinos, aumenta a vitalidade sexual e estimula o sistema linfático. É importante no tratamento de doenças como a gota, a artrite, o reumático, a anemia, o hipotiroidismo, a digestão difícil, as colites e as dificuldades circulatórias e respiratórias, previne o colesterol, regula a tensão arterial e tem efeitos benéficos nas perturbações cardiovasculares.

 

 

 

 

Nori- de cor entre o verde vivo e o roxo e de folhas finas. As suas tiras secas são utilizadas como invólucro do famoso prato japonês, o sushi. Prepara-se tostando-a rapidamente na chama do fogão. Pode comer-se directamente ou parti-la em pedaços e polvilhar sobre a sopa, vegetais, feijões ou qualquer outra comida. É particularmente rica em ferro, potássio, iodo e proteínas. Contem também vitamina A, cálcio, ferro, vitaminas B1, B2,B12 e C. Elimina toxinas, favorece a digestão, activa a circulação sanguínea, cuida da visão, especialmente da visão nocturna, protege e nutre a pele e as mucosas.

 

 

 

 

Esparguete do mar- De cor acastanhada, é muito rica em ferro, vitamina C e fósforo. Ajuda a preservar a memória, a concentração e agilidade mental. É benéfica para o sistema linfático, venoso e nervoso. Usada em empadas, pizzas, massas, pães, etc.

 

 

 

 

 

Hiziki- alga escura e comprida com textura semelhante à aramé, mas mais espessa e com um sabor a mar muito mais forte. Tem uma quantidade enorme de cálcio e também de potássio e ferro. Deve colocar-se de molho cerca de 10 minutos antes de usar, pois aumenta cinco vezes de volume quando demolhada. O seu consumo proporciona brilho e elasticidade aos cabelos e às unhas.

 

 

 

 Wakamé- de folhas verdes escuras e encaracoladas tem um sabor suave e adocicado. É principalmente usada na confecção de sopas (sopa de misso) ou em conjunto com os vegetais em salteados, saladas, massas, recheios etc. Rica em iodo, proteínas, fosforo, cálcio, ferro e magnésio. Tem 11 vezes mais cálcio que o leite. Deve demolhar-se durante cerca de 20 minutos. Pode ser fervida em lume brando durante 10 a 15 minutos, ou cortada em bocadinhos para ser servida como salada. Melhora o sistema circulatório. Neutraliza as toxinas do sangue e estimula as secreções enzimáticas. Auxilia em problemas pulmonares como por exemplo a asma ou a bronquite.

 

 

Spirulina- é uma microalga azul-esverdeada, que apresenta cerca de 70% de proteínas contendo 8 aminoácidos essenciais. É 58 vezes mais rica em ferro que o espinafre, e oferece ainda vitaminas do complexo B. É por isso um bom complemento alimentar para vegetarianos e desportistas. A sua riqueza em clorofila faz com que seja usada em preparados para eliminar o mau hálito. Ajuda a combater o cansaço tanto físico como intelectual e reforça o sistema imunitário. Pode ser usada sob a forma de suplemento alimentar como se vê na imagem.

 

 

 CLORELA - é uma microalga verde, de água doce, cujo nome se deve à riqueza em clorofila. Rica em nutrientes apresenta propriedades desintoxicantes e estimulantes do sistema imunitário, sobretudo ao nível da actividade anti-viral. A clorela contribui ainda para controlar o colesterol, para além de ser também uma boa fonte de proteínas. É útil no crescimento das crianças, sobretudo quando há necessidade de enriquecimento nutricional e na nutrição de grávidas e durante a amamentação. Pode ser usada sob a forma de suplemento alimentar como se vê na imagem.

 

 

 

Nota: Maioria das algas vendem-se secas, tendo um tempo de conservação razoável, e algumas devem-se demolhar uns minutos antes de cozinhar. Convém comprar as algas em lojas de produtos naturais e ervanárias, e de marcas mais ou menos conhecidas de forma a garantir a boa qualidade das mesmas.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados